sexta-feira, 8 de julho de 2016

BB Digital: Porto Alegre protesta contra fechamento de agência - Vídeo

Ato realizado hoje, 8 de julho, em frente à Agência Salgado Filho do Banco do Brasil, no centro de Porto Alegre, denunciou o fechamento dessa e de outra agência na capital gaúcha. Com a expansão do novo modelo BB Digital, em que os clientes Personalizado (PF) e Empresa e Pequena Empresa (PJ) estão sendo obrigados a migrar para a plataforma virtual, sem direito a atendimento presencial, a tendência é que mais agências fechem no Brasil inteiro. Somente nesse início de implementação do novo modelo, irão fechar duas agências em Porto Alegre.
Uma cliente com deficiência visual falou da dificuldade que será para as pessoas com deficiência conseguirem atendimento caso mais agências venham a fechar: “vamos ter que caminhar mais até encontrar uma agência para sermos atendidos”. Acrescentou ainda que “nenhuma máquina pode substituir o atendimento humano. Nós, pessoas com deficiência, sabemos disso melhor do que ninguém”.
O ato também denunciou a redução dos postos de trabalho no BB. De 2011 para cá já foram mais de 4 mil postos fechados. Isso significa mais filas para a população, e mais metas e trabalho para os bancários e bancárias.
“O Banco do Brasil precisa retomar seu papel de banco público. Precisa atender bem a todos os seus clientes, e não apenas os de alta renda. Tem que dar uma opção real e de qualidade para o cliente, deixando este escolher entre atendimento virtual ou presencial. Precisa valorizar seu funcionalismo, acabar com os correspondentes bancários que terceirizam nosso trabalho e contratar mais funcionários para que não tenhamos agências lotadas”, afirma Luiza Bezerra, funcionária do BB, diretora da FETRAFI/RS e integrante da Coordenação Nacional da CTB Bancários.
“Não somos contra a tecnologia, mas precisamos denunciar esse modelo que o BB quer implementar, inspirado nos bancos privados. O BB é banco público, não pode se balizar apenas pelos bancos de mercado. Tem papel fundamental na retomada do crescimento do país e na bancarização de mais brasileiros e brasileiras”, reitera Jailson Prodes, dirigente do SindBancários Porto Alegre e militante da CTB.  

Nenhum comentário:

Mais vistos

Arquivo

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO